Espalhe Amor
Ministério da Saúde | Ministério da Saúde

O Brasil possui um dos maiores programas públicos de transplante de órgãos, tecidos e células do mundo, que é garantido a toda a população por meio do Sistema Único de Saúde - SUS. Mas milhares de brasileiros ainda sofrem na fila à espera por um transplante.

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 42% das famílias dos possíveis doadores no Brasil ainda se negam a autorizar a doação dos órgãos por questões religiosas, por não aceitarem a morte do ente ou pela falta de conhecimento da destinação dos órgãos doados. Ainda que esse quantitativo venha melhorando ao longo dos anos, mais de 30 mil brasileiros aguardam por um transplante de órgão no Brasil. Seria possível zerar a fila de espera se as famílias dos possíveis doadores autorizassem a doação. Por isso é tão importante que os parentes e pessoas próximas saibam da vontade do doador na hora do processo de transplante.

Todos os anos, no Dia Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos, 27 de setembro, o Ministério da Saúde lança uma nova campanha de conscientização sobre a importância desse gesto tão nobre. Essa data configura-se como importante marketing social, capaz de aumentar os índices de doações no país, onde todos os envolvidos com as questões relacionadas ao processo de doação e transplantes promovem atos alusivos ao tema.

Este ano, a campanha traz como conceito: ESPALHE AMOR. DOE ÓRGÃOS. Ele foi criado para mostrar a importância de se falar mais sobre doação para manter o tema em evidência e assim “espalhar” a discussão na sociedade (e principalmente entre familiares) sobre a vontade de ser um doador. A razão disso é que a experiência mostra que dificilmente a família se contrapõe à vontade do doador. Mas na maioria das vezes ela desconhece essa vontade.

Assim como no ano passado, a campanha se utiliza da fantasia em uma animação envolvente que conta a história de uma garotinha que espera ansiosa por uma doação para que ela volte a ter uma vida normal com a sua família. A trilha sonora traz a interpretação da cantora Kell Smith, que também deu voz à campanha de 2017.

Não há investimento em mídia. A campanha é toda feita com a participação voluntária de veículos que aderem à causa, cedendo espaço para divulgação. Estão previstas inserções em TV, rádio, revista, MUB, DOOH e OOH, além de espaços em portais da internet, redes sociais e participação de influenciadores digitais.

Além da animação de 2 minutos, este ano o Ministério promoverá uma exposição de órgãos gigantes que serão personalizados por ilustradores e grafiteiros e espalhados em pontos estratégicos das cidades de São Paulo e Brasília, acompanhados do conceito da campanha: Espalhe amor. Doe órgãos.

No dia 27 de setembro será promovida também uma ação especial no Facebook, onde os internautas poderão transformar suas fotos de família em animações e ajudar a promover a doação de órgãos. Para conhecer todas as peças da campanha, basta acessar www.saude.gov.br/doeorgaos.

Ficha Técnica
Mayko Chaves
MÍDIA
Mandrill Filmes
PRODUTORA DE FILME
Marina Morais
APROVAÇÃO
Marcelo Brandão
DIREÇÃO DE ÁUDIO
Breno Machado
DIRETOR DO FILME
Eisenhower Bonfim
APROVAÇÃO
Pedro Araújo
REDATOR
Cláudio Leite
DIREÇÃO DE CRIAÇÃO
Cecília Crespo
MÍDIA
Ugo Braga
APROVAÇÃO
Levi Narciso
APROVAÇÃO
Auddiotech
PRODUTORA DE SOM
Fernanda Duarte
ATENDIMENTO
Fernando Bisão
DIREÇÃO DE ARTE
Juliana Vieira
APROVAÇÃO
Cláudio Leite
REDATOR
Marcelo Sembongi
PLANEJAMENTO
Fabilini Sousa
MÍDIA
José Badaró
ATENDIMENTO
Pedro Jean
PLANEJAMENTO
Fernanda Machado
PRODUÇÃO
Marcos Araújo
PRODUÇÃO
Adriana Mercadante
ATENDIMENTO
MAIS DE CALIA