NOVIDADES
Que venha 2018
Festinha cheia de reflexões, metas e propósitos. Bora!
20/12/2017

Felizmente nunca conheci alguém que dissesse: “tomara que o ano que vem seja pior que esse!”.

Num momento em que resoluções e metas para 2018 começam a se tornar assunto do dia para muita gente, uma pesquisa que fizemos para um trabalho recente na Trendi me fez repensar o tema. A animação de 1950 da Disney, Goofy - Motor Mania, mostra de forma caricata e bem-humorada como nossas atitudes podem beirar o absurdo, sem que a gente se dê conta.

E o que isso tem a ver com metas e resoluções de ano novo?

Para mim, tudo. A tal insanidade de se continuar fazendo as mesmas coisas, esperando resultados diferentes, vale para nossas resoluções, objetivos pessoais ou mesmo para metas de empresas. E, nesse sentido, como pequenas atitudes têm impacto muito maior do que imaginamos.

O pateta da animação de 1950 mostra no trânsito como é comum agirmos de forma contraditória. Como podemos ficar míopes por uma competição desmedida, sem razão de ser. Como disputamos, sem nem pensar, até mesmo o que não queremos e não faz sentido para nós! E se o trânsito é uma boa metáfora para isso - yoga, meditação, relaxamento, terapia, tudo isso é esquecido na partida do motor - o dia a dia nas empresas me parece muitas vezes potencializar essa carga e nos deixar em ‘modo de combate’ o tempo todo.

E pensar que algumas das ‘palavras do dia’ no mercado são propósito, colaboração, cocriação, empatia…

Talvez a performance que buscamos, pessoal e profissional, dependa mais de estarmos atentos a nós mesmos e garantirmos que, nas pequenas atitudes de cada dia, sejamos mais consistentes com os resultados que desejamos.

Lembram das mães ensinando como atravessar a rua: "preste atenção e olhe para os dois lados"? Vale para cada atitude que tomamos - antes de tomarmos, claro.

E já voltei para o trânsito… Mas muito além de um 2018 com motoristas mais tranquilos e ruas mais pacíficas - o que viria muito bem, que no ano novo cada um de nós possa ser mais consistente com o que deseja, com o que acredita.

Como ainda tem 2017 pela frente, quem sabe essa é uma oportunidade de começarmos hoje mesmo a exercitar as atitudes que vão nos fazer cumprir metas e resoluções no próximo ano.

A possibilidade é que dia 31/12 a gente tenha ainda mais motivos para brindar.

 

Rodrigo Nista - CEO da Trendi