Campanha #Nem1PraTrás
Fundação Roberto Marinho | Canal Futura e Fundação Roberto Marinho

Cenário
A Fundação Roberto Marinho e o Futura promoveram, pelo segundo ano consecutivo, uma mobilização nacional pelo acesso à educação de qualidade para todos, homenageando o Dia da Educação, em 28 de abril.  Com o mote #Nem1pratrás, a iniciativa aconteceu em plena pandemia da Covid-19, com escolas fechadas em todo o país evidenciando ainda mais as dificuldades do acesso à educação. Parceira da Approach há mais de 15 anos, a FRM chama a atenção para dados alarmantes. Só no ensino médio, mais de 25% dos alunos estavam atrasados muito antes das medidas de isolamento os impedirem de frequentar a escola. “Será preciso muito reforço para garantir que este contingente não cresça ainda mais no ano que vem”, alerta o secretário-geral da FRM, Wilson Risolia, em entrevista à Veja.

Estratégia
A Approach atuou na assessoria de imprensa, trabalhando alinhada com a equipe de comunicação do cliente. Mais de 100 instituições, como CONSED, SEBRAE Nacional, Instituto Ayrton Senna, Fundação Itaú Social, Fundação Bradesco, Instituto Natura e diversas outras, se sensibilizaram e se uniram ao projeto na defesa do direito de acesso à escolaridade de qualidade, ajudando a distribuir conteúdos em diferentes plataformas online gratuitas. As equipes da Fundação Roberto Marinho e do Futura, com apoio da Approach, trabalharam intensivamente durante todo o mês de abril na amplificação dessa comunicação. Procuramos dar visibilidade aos canais da campanha, como o site e as redes sociais, que contaram com conteúdos educativos, muitas lives com especialistas, faixa especial de programação nas telas do Futura e até mesmo apresentações musicais de artistas voluntários. Além da divulgação na imprensa, buscamos influenciadores, colunistas e formadores de opinião para ampliar o campo de divulgação.

Resultado
Como resultado dos esforços de imprensa, foram mais de 30 reportagens, notas e citações sobre o Dia da Educação e a campanha #Nem1PraTrás publicadas em jornais, TVs, rádios, sites e blogs. Um resultado significativo ainda mais em uma época onde toda a atenção do noticiário está nas coletivas de ministros e governadores em torno da crise.

MAIS DE APPROACH COMUNICAÇÃO